Pista de corrida no escuro desafia atletas

atleta correndo me pista de corrida
Fonte: Pixabay

Corredores experientes estão sendo testados em um desafio jamais visto antes: uma pista de corrida no escuro, desenvolvida e planejada com o objetivo de treinar não apenas o corpo, como também a mente dos atletas. Construído na cidade de Londres,  cada volta desse circuito tem 150 metros, e a única iluminação do ambiente é um leve facho de luz que acompanha o atleta ao longo da corrida.

Nomeada de ‘ASICS Blackout Track’, esse projeto contou com a colaboração de cientistas esportivos e treinadores profissionais, os quais trabalharam em conjunto para criar uma pista de corridas que não tivesse qualquer distração, a qual fosse capaz de encorajar os corredores a manter o foco em suas mentes a cada passo dado ao longo do circuito.

A importância de trabalhar a mente

Fazer algo sem qualquer estímulo visual, seja um hábito do dia a dia como tomar banho, ou a prática de um hobby como se divertir com jogos de cassino online, é capaz de alterar completamente a percepção do cérebro humano sobre essa atividade. Por essa razão, a equipe da ASICS decidiu investir em um projeto tão inovador quanto o ‘ASICS Blackout Track’.

O grupo de atletas selecionados para correr nesse circuito teve que completar um total de 66 voltas, o que significa cerca de 10 km percorridos. Entre eles, estava a medalhista olímpica Deena Kastor, que acumulou diversos recordes importantes no decorrer de sua carreira como maratonista. Com um tempo de prova de 37 minutos e 16 segundos, Deena descreveu essa experiência como uma forma de relembrar o prazer que a corrida é capaz de proporcionar através da liberação da endorfina, a qual tem o seu efeito potencializado pelo silêncio e a falta de estímulos externos.

Além dela, o aventureiro britânico Danny Bent, que já atravessou os Estados Unidos correndo, também participou do ‘ASICS Blackout Track’. O atleta finalizou as 66 voltas em 44 minutos e 7 segundos e explicou que sentiu como se estivesse em uma maratona, mas que a falta de ruídos e iluminação da pista foi positiva para permanecer em contato direto com a mente.

corredores treinando na pista em dupla
Fonte: Pixabay

Vantagens de praticar corrida sem distrações externas

A técnica de remover todas as distrações é uma estratégia já utilizada por muitos corredores, pois ajuda a melhorar a performance nas pistas quando é adotada com frequência. Contudo, o grande diferencial da ‘ASICS Blackout Track’ foi agregar um conjunto de obstáculos com o intuito de desafiar os corredores a controlarem as suas mentes para conseguirem completar a prova.

Para chegar ao resultado final, com todas as condições definidas pelos pesquisadores, a pista no escuro demorou cerca de seis meses para ficar pronta, tendo sido testada com sucesso por maratonistas japoneses antes do início desse projeto.

Através dessa experiência, a qual trabalha com os limites dos atletas, a ASICS aproveitou para divulgar uma de suas principais apostas em tênis de corrida, o GEL-KAYANO™ 25, que foi o primeiro do mundo a contar com as tecnologias FlyteFoam™ Lyte and FlyteFoam™ Propel. De acordo com a marca, esse modelo de tênis é a escolha ideal em situações desafiadoras e extremas, exatamente como o que foi proposto pela ASICS Blackout Track’.