Meios de Pagamento de Hoje e de Amanhã

Meios de pagamento — agora e no futuro
Fonte: pixabay.com

Pagar por algo é o último passo antes do produto ou serviço que você queria, necessitava ou precisava-ter-de-qualquer-maneira se tornar seu. Um verdadeiro estraga-prazeres em qualquer ponto de pagamento é não poder pagar suas compras porque seu meio de pagamento preferido, ou até mesmo os únicos meios de pagamento disponíveis para você, não são aceitos no site. É o suficiente fazer qualquer um abandonar a missão ou procurar a compra, produto ou serviço em outros lugares.

Considerando o fato de que estudos mostram que até 70% da população em geral prefere fazer compras on-line ao invés de ir a lojas locais, torna-se essencial que os sites de comércio eletrônico expandam sua variedade de opções de pagamento.

Felizmente, ter que depender dos cartões de crédito como a única opção de pagamento é coisa do passado, e todos os lugares, desde pequenos sites de comércio eletrônico até os principais cassinos online, oferecem diversas opções bancárias. Demos uma olhada no futuro dos meios de pagamento, explorando os aspectos práticos e também mergulhando nos completamente bizarros.

Amazon Pay

O Amazon Pay permite que os usuários usem sua conta da Amazon para pagar por produtos e serviços em sites de terceiros. Os sites de terceiros têm a opção de se registrar para aceitar o meio de pagamento da Amazon e, por sua vez, podem oferecer melhores medidas de segurança para seus clientes. Usar um meio de pagamento padronizado, como o Amazon Pay, limita a possível exposição de informações financeiras sigilosas aos olhos curiosos.

Além disso, não é necessário que um site venda suas mercadorias na Amazon para se registrar no Amazon Pay. Na verdade, até mesmo os pontos de venda comuns que normalmente não vendem on-line podem oferecer o Amazon Pay aos seus clientes.

Apple Pay

O Apple Pay é um dos preferidos, pois permite ao usuário utilizar um dispositivo Apple comum para pagar por produtos comprados on-line. Todo usuário da Apple já possui um meio de pagamento vinculado à sua ID ou conta da Apple. Com o Apple Pay, é apenas uma questão de conceder a permissão necessária para que o pagamento seja feito para um terceiro ao fazer login em sua conta da Apple, principalmente usando a tecnologia Touch ID da Apple, embutida na maioria dos iPhones.

Google Wallet

O Google Wallet é muito parecido com o PayPal, só que melhor, porque é grátis. A única desvantagem é que o Google Wallet não pode ser usado por empresas para o comércio, ou seja, só está disponível para pessoas físicas.

Bitcoin

Até muito recentemente, o conceito de Bitcoin era analisado com muita desconfiança. A população em geral se acalmou um pouco desde então, e, agora, o Bitcoin é considerado uma das maneiras mais seguras e fáceis de pagar por algo on-line.

Pagamento Biométrico

Ao considerar a relação que foi estabelecida pela Apple quando introduziu sua funcionalidade Touch ID na equação de pagamento, o desenvolvimento de meios de pagamento biométricos não parece tão improvável.

Confira a mais nova ideia a chegar à esfera da pesquisa biométrica: pagamento por meio de ecos do crânio e impressões cerebrais. Imagine um mundo onde você não precise se lembrar de nenhuma senha. Agora imagine um mundo onde não é mais necessário carregar um cartão de crédito. Ou, falando nisso, lembrar-se dos detalhes da sua conta de cartão de crédito. Isso pode parecer algo saído das páginas de um filme de ficção científica, mas, considerando os avanços feitos em termos de progresso de pesquisa, a ideia de usar a tecnologia para explorar os cérebros das pessoas não é tão improvável.

Sem dúvida, os estudos que estão sendo realizados no momento estão muito longe de poder transmitir uma senha ou os detalhes do cartão de crédito diretamente do seu cérebro para uma máquina conectada à rede mundial de computadores. Mas, novamente, a ideia de todas as pessoas do planeta terem acesso a uma super-rodovia de informações também parecia absurda há pouco tempo!